As 7 características essenciais de uma VPN do Windows


screenshot_13 As 7 características essenciais de uma VPN do Windows Escolhendo uma VPN no Windows pode rapidamente se tornar um quebra-cabeça. De fato, com uma oferta cada vez mais variada, muitos internautas acham difícil escolher a VPN que atenda às suas necessidades. Quais são os 7 recursos necessários para ser capaz de tirar o máximo proveito de uma rede virtual privada? Este artigo completo responderá claramente a esta pergunta que se tornou popular na correia fotorreceptora.  

1. O número de servidores disponíveis para uma VPN no Windows

  O primeiro fator decisivo para escolher uma VPN no Windows é o número de servidores disponíveis e sua localização. Na verdade, com uma grande variedade de servidores, um impacto direto será sentida na velocidade de conexão do usuário. Por que é isso? Porque a velocidade dele é definida de acordo com a distância entre a antena do fornecedor e a carcaça que recebe os serviços. Na mesma lógica, usando uma rede virtual privada muito longe só vai abrandar o desempenho na Web. Esta primeira característica é particularmente importante para os povos que não têm uma taxa de transferência inicialmente satisfatória (embora todos os usuários do Internet sejam afetados por este fator chave).  

2. Escolhendo o DNS para uma VPN do Windows

  A segunda função indispensável e decisiva deste artigo diz respeito ao tipo de DNS utilizado. Muito brevemente, este sistema de nomes de domínio (DNS) se torna importante quando um endereço é inserido em um navegador da Web. Para fazer isso, ele "converte" a URL em um endereço IP para direcionar a conexão para o site desejado. A grande maioria dos provedores de Internet oferece aos assinantes um sistema de nome de domínio básico, mas muitas vezes ineficiente para garantir a ausência de vazamento de dados. Dependendo da oferta, uma VPN no Windows será capaz de tirar proveito de seu próprio DNS e preservar o anonimato do usuário.  

3. A função Kill Switch

  Muito popular no mundo das redes virtuais privadas, o recurso Kill Switch ainda está ausente em muitas ofertas de assinatura de rede privada virtual. Esta opção simplesmente permite que você bloqueie a transferência de dados do usuário se a conexão VPN falhar. Desta forma, as informações não criptografadas são preservadas, bem como o anonimato do usuário. Embora a estabilidade dos serviços disponíveis seja geralmente mais do que satisfatória, a função Kill Switch permanece um argumento de peso para a seleção de uma oferta.  

4. Falta de atividade Registre-se

  Embora muitos usuários não tenham conhecimento disso, alguns provedores de VPN do Windows podem recuperar dados de navegação de um histórico. Legalmente, esta prática é perfeitamente autorizada e aconselhada pelas autoridades que podem dispor desta informação em caso de necessidade. Antes de se inscrever para uma oferta, é bem possível verificar a existência deste tipo de registro de atividade on-line, a fim de permanecer verdadeiramente anônimo. Para isso, uma breve passagem na seção "política de privacidade" trará informações muitas vezes ignoradas pelos usuários da Internet.  

5. O protocolo OPENVPN

  A codificação dos dados é obviamente uma outra característica principal oferecida por redes privadas virtuais. Através deste processo, as informações de saída não podem ser analisadas em caso de pirataria. No entanto, existem agora vários tipos de encriptação mais ou menos desempenho na prática. Destes, o OPENVPN tem, por algum tempo, tornar-se uma referência nesta matéria, graças a uma grande segurança de dados. Este protocolo inclui TCP e UDP, duas soluções destacando a velocidade ou a complexidade da criptografia (dependendo da escolha do usuário).  

6. Usando uma VPN de um roteador

  Configurar vários computadores, conectados a uma "caixa" comum, usando uma única VPN no Windows pode ser longo e tedioso. Para resolver este problema, alguns utilizadores da Internet vão tão longe a ponto de subscrever várias subscrições diferentes. No entanto, um recurso interessante permite que você use diretamente uma rede virtual privada em um roteador e compartilhar a conexão com todos os dispositivos. Para conseguir isso, é necessário verificar:

  • A presença desta opção no site do provedor
  • Se o router permitir que este tipo de defi nição

7. Compatibilidade com smartphones

  Claro, este artigo é orientado para o uso de uma VPN no Windows. No entanto, compatibilidade smartphone é um recurso atraente para sempre desfrutar de mais de uma conexão segura. Hoje em dia e independentemente do modelo usado (Android ou Apple), proteger um telefone conectado a uma rede pública é mais do que aconselhável para proteger contra possíveis ataques cibernéticos. A capacidade de instalar uma rede virtual privada no smartphone é um argumento pesado para muitos usuários da Internet.  

O que deve ser concluído?

  Os 7 recursos apresentados neste artigo permitirá que você rapidamente orientar um usuário na escolha de uma VPN no Windows. Seja DNS ou Kill Switch, algumas das funções acima podem estar ausentes de alguns fornecedores; Uma passagem no site deste último antes da assinatura de uma associação é necessária. screenshot_14-500x256 As 7 características essenciais de uma VPN do Windows

If you have found a spelling error, please, notify us by selecting that text and pressing Ctrl+Enter.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *